Funcionário tem que ser dono da empresa?


Ninguém nunca lavou um carro alugado. Se o funcionário não se sentir dono da empresa, um abraço. O malandro se acomoda, se esconde.” (Ricardo Jordão Magalhães)

Qual(is) o(s) motivo(s) de funcionário(s) não se sentir(em) dono(s) da empresa onde trabalha(m)?

Penso que para responder essa pergunta, só existe uma maneira: o funcionário tem que conhecer a situação da empresa e se pôr no lugar do patrão, e o patrão conhecer a real necessidade do funcionário pra poder executar sua tarefa satisfatóriamente, pelos benefícios que ela proporciona.

Em uma grande empresa tem o gerente que é encarregado de “liderar” seus funcionários. Na pequena empresa, não. Na grande empresa, patrão que não participa diretamente e só aparece pra dar uma palavra final (aquele que decide como quer, e se pudesse mudaria até a bíblia com suas próprias palavras), age corretamente?

E o patrão da pequena empresa que participa, mas que esquece atitudes profissionais nas horas mais importantes, ou acha sempre desculpa para tudo, que o funcionário não ajuda e por isso a empresa não cresce, age corretamente?

O funcionário tem que se sentir dono da empresa podendo decidir alguma coisa, ou tem que ser aquela figura frequentadora do espaço-firma, que não pode abrir a boca pra dar uma opinião? Aquele conceito: ou faz o que patrão manda ou tá fora.

Em qual dos casos existe mais esperança de crescimento (amadurecimento e conhecimento) para ambas as partes?

O que você pensa?

Tema Portal WordPress - PortalPress


2 Responses to “Funcionário tem que ser dono da empresa?”

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>