Internet é ferramenta de marketing barata


Acho que todos já viram a campanha institucional da Tim, que diz “As fronteiras estão se abrindo. É isso que está acontecendo“, baseada nos três pilares que a Tim acha mais importante até o momento: fidelização à marca, inovação e banda larga.

O slogan da TIM – “Viver sem fronteiras“, passou a ser “Você, sem fronteiras“. O que isso significa? Se “Toda banda larga é inútil, se a mente é estreita“, o que podemos entender com a idéia de que nós não temos fronteiras.

Isso me arrepiou quando eu vi. Não se trata de falar da qualidade dessa operadora, mas falar que a Tim acertou o alvo, apenas mostrando a realidade para reforçar a sua marca. É fato, é real, e está “na cara” de todos.

Nós somos a palavra. Nós somos a idéia. Nós somos a rede. Nós somos os computadores. A internet está quebrando as barreiras da comunicação, que sempre teve lacunas na sua forma tradicional. Eu penso que isso é só o começo da nova era digital. Ainda vai atingir uma proporção não imaginável, daqui alguns anos.

É um verdadeiro “TAPA NA CARA” das empresas, dos formadores de opinião, dos consumidores, etc.

Apesar de tudo, as pequenas empresas ainda são a maioria, que não vivem a realidade, possuem “mente estreita”. Fingem que fingem que a internet é apenas uma mídia, mais uma circunstancia.

Enquanto isso, os fatos acontecem porque simplesmente é.

Muitas pessoas e marcas estão criando suas redes (network, viral, wiki, social media, mobile marketing, etc). Eles estão aparecendo, eles estão fazendo seguidores, eles estão vendendo, eles estão comprando, eles estão sendo notícia, eles estão mudando a comunicação. E, de um jeito barato. A chave é a criatividade, é o pensamento voltado ao futuro da “sociedade virtual”; redes sociais, marketing de permissão. Marketing barato, e para todos.

Além dos casos que a campanha da Tim mostrou, a igreja cristã americana Mars Hill Church, de Seattle, está usando todas as ferramentas tecnológicas que tem ao seu alcance para atrair mais fiéis. Durante o culto, não só está liberado o uso de telefones celulares como é permitido gravar os sermões do pastor e divulgá-los na rede social Facebook. Além disso, os fiéis mandam mensagens para seus amigos pelo Twitter, para compartilhar informações com os “Twitteiros”.

Além da participação dos fiéis, que propagam o nome da igreja com ferramentas tecnológicas, os responsáveis pela instituição também fazem sua parte. Eles colocam na página da igreja na internet vídeos com os sermões, bate-papos com os pastores e canais de podcasting e música com conteúdo cristão.

Essa é a realidade. É isso que está acontecendo, mesmo.

E você empresa X, senhor Y, tem alguma coisa boa pra compartilhar com a rede, ou tem mente estreita pra continuar na mesma vida padrão que não gera contatos, não gera branding, e não gera lucro?

Desculpa de que a internet é cara, você não tem. E agora, pelo seu negócio, vai fazer o quê?

Tema Portal WordPress - PortalPress


Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>